Dicas de guarda roupa para o inverno europeu

Eu, do alto de toda a minha experiência de uma semana neste frio que vai de mal a pior, resolvi fazer um catado de todas as coisas que já me falaram e que eu descobri a duras penas sobre o que usar ou não usar para sobreviver ao inverno europeu.

Em primeiro lugar – esqueça tudo o que você tem no armário porque o frio do Brasil nem se compara ao primeiro dia de inverno daqui, a não ser que você more no Rio Grande do Sul, mas ai também não tem graça. Dito isso o que colocar na mala?

  1. Pegue um casaco quente e pronto. É o suficiente para você conseguir chegar do aeroporto até o hotel, no dia seguinte você entra na primeira loja que ver pelo caminho, de preferência uma chinesa porque elas são um mapa da mina, tem de tudo, com preço barato e boa qualidade, diferente dai no Brasil. Descobri que até as coisas da China tem qualidade, mas que essas não vão para o Brasil. Numa loja dessas você faz sua mala. Você compra um casaco apropriado para o frio daqui, de preferência impermeável e forrado com penas de ganso. É feio prá chuchu, mas o importante é ficar quente e não bonita, afinal você é turista e tem de sobreviver às férias. Tem casacos para todos os gostos e bolsos, de todas as formas, cores, tecidos, tamanhos e por ai vai…
  2. Pegue um sapato fechado com sola de borracha. Um só é suficiente, aqui você vai comprar uma bota de cano alto, por um terço do preço daí (mesmo em euros!) A menos que sua viagem seja de compras (na Europa e no inverno, tá podendo heim, kkk) você vai querer estar confortável e quentinha para poder fazer os passeios com chuva, frio ou neve, e vai acontecer tudo isso tenha certeza. Se o tempo estiver muito chuvoso entre na Decathlon e compre uma galocha chique, muito diferente daquelas da Vulcabrás que sua mãe usava para lavar o quintal. Essa é super leve e elegante e se parece com os modelos de couro, fazem o maior sucesso por aqui.
  3. Pegue umas 6 camisetas de algodão de manga comprida, bem justinhas ao corpo ou se preferir umas blusinhas segunda pele, fazem toda a diferença do mundo entre ficar quente e passar frio, acredite, as Hering dão conta do recado.
  4. Pegue uns 4 casaquinhos de acrílico, daqueles que você usa no fim de tarde quando parece que vai ter um ventinho, vista por cima da camiseta e seja feliz, funciona porque você estará usando seu casacão por cima. Na rua põe o casaco, em qualquer lugar que entrar vai tirar o casaco porque o ar condicionado mantém o ambiente em 22º mais ou menos. É um põe e tira que chega dar raiva.
  5. Pegue um cachecol ou pachimina LEVE e COMPRIDA para poder enrolar no pescoço ou cobrir as orelhas. Não traga nada muito grosso ou pesado porque você vai ter de carregar esse bicho depois.  As mulheres usam lenços compridos de algodão enrolados no pescoço, com vários tipos de nós e cores. Como é que você vai dar um nó naquele monstro de crochê que você trouxe?
  6. Meias: um caso à parte. Meia tem de ser de lã. Se você tem traga, se não tem coloque duas de algodão nos pés e vá comprar por aqui quando chegar, além de barato existem por toda a parte.
  7. Leggings e meias calças. Essa parte é a maior enganação. Estou vestindo meia com leging por cima e ainda estou com frio! Trouxe meias fio 80 e 150, trouxe leggings de malha grossa e nada está resolvendo, melhor se achar meia calça de lã e também colocar o legging por cima. Boa sorte nesse ponto.
  8. Luvas são ótimas, mas como você vai fazer para tirar as fotos? Comprei um par mas estou usando o bolso do casaco porque é mais prático.
  9. Gorro e protetor de orelhas, eu trouxe por que se a coisa apertar eu uso e que se dane, mas podia ter deixado para comprar aqui também.
  10. Necesserie, coloque o menos possível, apenas o imprescindível para sobreviver aos dois primeiros dias. Shampoo, cremes, maquiagem, sabonete, pasta de dente? Compre aqui, além de não carregar peso, você terá as maiores marcas do mundo à sua disposição na farmácia ou no supermercado da esquina. Traga remédios, porque se ficar doente ou apenas resfriada, você terá onde se socorrer rapidamente, cada um sabe onde dói não é mesmo?
  11. Esqueci alguma coisa? Quando lembrar eu digo…

Marta