On board

16/01

On board!

Zarpamos de SSA às 12:30h com destino a Fernando de Noronha, o telefone não funciona, o modem da Internet também não funciona, o cartão de crédito ainda não foi liberado para uso internacional no navio, e não sabemos se poderemos descer na ilha porque não temos dinheiro para pagar a excursão. Ou cartão ou dólar, e não fomos avisados pela agência que teríamos de desbloquear o cartão em terra, aliás foi dito que poderíamos fechar o passeio no navio. Resumo: enfim estamos em férias balançando a valer!

A noite vamos saber como fica a história da excursão, depois teremos o jantar de gala com o comandante, nós e os outros 800 passageiros…Vou tirar uma foto com ele… eh…eh.

14:00h

Agora a pouco tivemos treinamento de segurança com o salva vidas… Bastante incomodo, mas se for para salvar minha vida … tô dentro, afinal não sei nadar e toda a ajuda e bem vinda.

Gala

A noite foi o jantar de gala com o capitão-comandante. Todos muito elegantes para tirar a foto tradicional com ele no coquetel, para depois jantar. Assim que tirei a foto voltei para o quarto para trocar a sandália, porque salto alto em navio definitivamente não combina.

Para andar de salto alto é preciso ter equilibro e confiar que o chão não vai se mexer…..

17/01/11

Saímos da costa indo em direção de Fernando de Noronha, chegaremos lá só amanha de manhã.

Agora à tarde fui ao ensaio dos turistas artistas, sugeri duas músicas para cantar, mas a banda não conhecia nenhum do dois arranjos, então vou cantar A Rita, que eu não sei a letra e vou acabar lendo…Que falta faz Luciano nessas horas…

Verde ou azul?

Estamos acostumados a ver o mar da praia e dependendo da luz do dia, ele pode ser verde ou azul, mas nada se compra com sua cor original. Azul marinho profundo! Eu já gostava de azul, mas agora existe um azul perfeito que passou a ter um sentido mais concreto em mim,  o nome dessa cor é azul-marinho do alto-mar no oceano Atlântico.

 

Otávio não está se sentindo muito bem, o marejo pegou ele; esperamos que melhore para podermos aproveitar mais brisa marinha.

A noite foi a apresentação dos turistas artistas, um sucesso, afinal todos estavam a fim de se divertir, os cantores e os ouvintes.

18/01/11

Acordei hoje quando estava caindo da cama. O navio estava balançando tanto que me segurei no lençol para não cair. Levantei correndo e fui olhar na janela, dei de cara com o pico de Fernando de Noronha. Acho que chegamos às 06:00h da manhã e as manobras de ancoragem no mar, longe da praia, estavam fazendo todo aquele movimento. Acordei Otávio e fiquei observando pela janela os tenders descerem até a água para levar-nos a ilha.

Subimos para o café e foi um festival de fotos. A paisagem é realmente linda, mas quando estávamos ficando animados percebemos o céu escuro que estava se formando por detrás da ilha.

Pegamos nossa senha para a descida e quando embarcamos no barco a chuva já estava caindo forte. Atravessamos  o pedaço de mar do navio até  ilha batendo nas ondas, e eu imaginei como seria o passeio.

Foi o dia inteiro de chuva forte, não conseguimos conhecer a ilha toda porque desistimos de pegar um bugre. Entramos no ônibus circular que sai do porto, paramos na praça principal onde almoçamos num restaurante mais ou menos, tomamos muita chuva nas costas antes de  pegarmos o ônibus de volta.

Passeamos de onibus, passamos pelo aeroporto e atravessamos a ilha até a praia do Sueste e de volta ao porto, embarcamos no tender e voltamos para o navio.

 

 

Tomei um banho bem quentinho e estou agora pensando quantos Km tem de SSA a Fernando de Noronha? Tem cabimento chegar até aqui e não poder conhecer a ilha por causa dessa chuvarada? Quando poderei vir aqui de novo? Será que essa chuva vai nos acompanhar até Natal e Recife?

Vamos dormir um pouquinho para esquentar o corpo e tirar a sensação gelada da chuva nas costas que enfrentamos hoje o dia todo e depois ir jantar, porque a vida nesse navio é muito dificil…

 

 

 

 

 

 

 

19/11 Natal

Chegamos às 09:30h e passamos o dia com Silvana para colocar a conversa em dia.

O tempo ficou nublado e quente o dia todo.

O almoço foi delicioso…. camarões divinos!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

20/11 Recife

Chegamos cedo, às 07:00h, desembarcamos e fomos para Olinda, de busu.

De novo o tempo estava nublado e quente, mas durante o dia o sol saiu e esquentou alegrando do dia. Andamos prá caramba, ladeira acima, ladeira abaixo, dentro e fora de igrejas. Detonei meu joelho… ai…ai…

– Oh linda situação por uma cidadela! A vista do alto é fantástica.

Voltamos de busu para Recife, fomos ver o mercado de artesanto,  depois viemos para o porto de taxi, porque nossos pés precisavam de um descanso.

Agora próxima parada Macéio.

Eu poderia morar nesse navio! O único problema é que o celular e a internet só funcionam mais ou menos, nos portos….

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s