Projetos tem vida própria

Projetos mudam

O que aprendi sobre projetos é que eles tem inicio, meio e fim, e que se você não gerenciá-los, eles vão dar errado, ou melhor (pior) tomam vida por si e fazem o que querem, que no caso é exatamente o contrário do que você deseja ou espera que aconteça, então se não tomar conta, esqueça!

Esse preambulo é para contar sobre os acontecimentos a respeito de minha festa de aniversário. É um projeto com todas as áreas de conhecimento envolvidas e todas as aventuras e desventuras que acontecem na vida de um projeto.

Tudo certo esquematizado, estruturado, combinado, ensaiado, comprado, contratado, reservado… o bolo,  fotografo, a filmagem,  música, a iluminação, os convidados, o local… e eu aqui pensando que o projeto ainda não tinha “despertado” e que tudo ia indo muito bem, quem sabe eu não conseguiria “enganá-lo” e fazer a festa antes que ele “percebesse” o que estava acontecendo…..rsrsr….. mas, sem mais nem menos, fui surpreendida neste sábado com a noticia de que o restaurante em que ia realizar o evento fora vendido e que o prédio seria entregue uma semana antes da data que estava reservado para mim….Como assim? E nosso acordo? Desculpe, mas o valor de venda era irrecusável…. Ok você pensa que venceu projeto!

Agora estou aqui reestruturando meu escopo, minhas aquisições e contratações, meu cronograma, meus custos, meus stakeholders, todo o meu plano de contingência aos riscos foi por água a baixo,  tentando garantir a qualidade da festa, fazendo um verdadeiro milagre para reintegrar todas as partes do planejamento para que tudo dê certo.

Num golpe de sorte Otávio conseguiu reservar o salão do condomínio, estou atrás de buffet para transferir a responsabilidade das questões de estrutura e fornecimento para alguém que tenha prática nesse ramo; já avisei aos profissionais contratados da mudança, e agora só faltam os meus convidados colaborarem em atender meu pedido RSVP!

Havia pensado em realizar a festa em um restaurante para não ter de me preocupar com toda a infraestrutura de pessoal e serviços, comida e bebida, além do que os custos ficariam pela metade do que se tivesse contratado um buffet. A festa teria um ar mais casual, sem o formalismo da decoração de um “jantar arrumadinho”, mas não teve jeito, vou acabar fazendo do jeito tradicional mesmo, toalhas e arranjinhos de flores sobre as mesas e tudo o mais a que tenho direito …..Vamos ver o que eu ainda consigo salvar da ideia original…. Afinal quem esse projeto pensa que é?

Agora vou me preparar para comemorar como queria, cantando… Depois eu conto como foi.

Marta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s