Azul do céu e do mar

 “Dizemos que o céu e o oceano são azuis, mas isso está incorreto. Nem o céu, nem o oceano são realmente azuis. É a vastidão do espaço e a profundidade do oceano que produzem essa ilusão do azul. Se você pegar um pouco da água do mar na palma de sua mão, você verá que ela é realmente sem cor. Igualmente, o bem e o mal dependem de seus próprios pensamentos e sentimentos.” Sathya Sai Baba

 Alguém quer comentar alguma coisa? 

Há um bom tempo atrás pensando em meus filhos, escrevi uma poesia sobre o céu e o mar. Ela já está no blog, mas resolvi destacá-la porque acho que combina com esse pensamento. 

Imensidão 

Tanto já se disse e tão pouco ainda se sabe

Mas, continuam lá, imensos e misteriosos

Como irmãos

Que brincam no quintal 

Como o céu e o mar,

Seguimos imersos nesse destino

Que nos faz avançar sem certezas

Com esperança no futuro,

Alheios ao presente

E responsáveis pelo passado.

O que deixamos

Para os que virão?

As trevas,

A luz?

Que ilumina nosso caminho

Mas, que insistimos em apagar

Porque ofusca nossa visão,

Ou por que não gostamos de estrelas,

Do céu,

Do mar…

Marta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s