Ai-ai meu Timo!

A semana passada não foi fácil, realmente muito cansativa, sem falar na crise alérgica que há um bom tempo eu não tinha e me atacou sem aviso.

No meio dessa confusão toda eu tive uma crise de “ai-ai”. Para falar a verdade foi a primeira vez tomei conciência de estar passando por isso, talvez por ter acontecido na frente de minha companheira de quarto, eu só percebia quando ela ria de mim – é melhor parar por aqui e não tecer comentários sobre isso.

Foi um não-sei-o-que que me deu que só passava com um suspiro sonoro de “ai-ai” incontrolável que saia do peito.

Um sentimento preso no coração num misto de cansaço e desalento, numa angústia mal resolvida que não sabia se era tristeza, melancolia, decepção ou simplesmente falta de ar. Era como se eu tivesse esquecido de como é respirar.

Depois fiz uma relação desse sentimento com o Timo, essa glândula misteriosa que temos no centro do peito que cresce e abraça o coração quando estamos felizes ou se fecha e aperta um cantinho lá dentro, que dói tanto que não sabemos identificar o que é que está faltando afinal.

O  “ai-ai” já passou,  era um canto para minha caminhada em companhia de Hades. Acho que vou ficar em sua casa por algum tempo ainda.

Durante o voo de volta consegui escrever um pouco em meu caderninho vermelho de bordo. Quando encontrar coragem faço uma revisão do texto e coloco um pedaço aqui.

Abraços para quem está na superficie.

Marta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s