Ananda

Ananda em sânscrito pode ser traduzido por feliz ou felicidade. Numa conversa com Sandra ela me disse que eu sou uma pessoa que tenho ananda, isto é uma felicidade interna intrínseca em meu espírito e por isso consigo ver ou pelo menos tentar enxergar sempre alguma coisa boa em tudo o que me acontece. Não sei bem de onde ela tirou isso, mas acabei concordando e fui procurar o significado na net.

Encontrei muitas citações e explicações que acabaram me confundindo mais do que já estava,  porque eu não sou uma pessoa iniciada nas coisas e sabedorias orientais. Respeito, mas para falar a verdade acho que está um pouco acima do que eu consigo alcançar por enquanto.

Enfim, ANANDA é um princípio que é  o Amor, a Felicidade e o Contentamento, vivenciados ao mesmo tempo. (.http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2008/07/ananda.html)

Não é facil não meu amigo, mas eu traduzo desse modo:

– Será que se todo dia a gente pegar uma gotinha de alegria, no fim da vida dá para encher um tanque de felicidade? Quem tem ananda dentro de si acredita que sim… sacou?

Talvez seja isso que ela identificou em mim, essa vontade de vencer a tristeza é tão grande que acabo descobrindo razões para me alegrar e me divertir nem que seja apenas de faz-de-conta… O sorriso atrai a alegria!

Depois disso tudo fui buscar o significado dos nomes Ananda e Marta, e não é que tinha um monte de coisas em comum?  O que não tinha em comum era complemento um do outro.  Me convenci! Aceitei o presente e pronto, não é preciso elaborar uma tese de doutorado a respeito do assunto.

Só um pedacinho das minhas descobertas:

ANANDA:

MARTA:

  • Ousadia,
  • Espírito Competitivo,
  • Independência,
  • Força de Vontade,
  • Originalidade
  • Disciplina
  • Praticidade,
  • Lealdade,
  • Confiabilidade,
  • Gosto pelo Trabalho,
  • Solidez,
  • Eficiência

Eu poderia me chamar  Marta Ananda vocês não acham?

Ia ficar legal num cartão de visitas…rsrs…

Beijão que hoje eu já tenho muitas gotinhas de felicidade para por no balde de minha vida.

Tchau.

PS.: Sabe aquele problema clássico de matemática que faz aquela pergunta ridícula:

– Se você tem uma torneira com uma vazão de X e está querendo encher um tanque que tem um ralo com uma vazão de Y, quanto tempo levará para que o tanque encha? Eu fico a pensar porque é que o dono do tanque simplesmente não tapa o ralo e deixa esse tanque encher de uma vez?

A mesma coisa acontece em nossa vida: se podemos escolher recolher nossas gotinhas de felicidade todos os dias, porque é que existem pessoas que fazem questão de desperdiçá-las ralo abaixo e não deixam a alegria encher o tanque de seus corações?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s