Romance 1 x Príncipes 0

Acredito em romance e ponto final. Devo ser romântica até a última gota de meu sangue quente, mas em príncipes? Não os vejo há muito tempo, aliás, acho mesmo que com o tempo eles se tornam homens reais de carne e osso. Alguns bons outros nem tanto, como acontece conosco muitas vezes.

Às vezes acertamos, às vezes erramos e temos de reconhecer quando pisamos na bola.

– Confesso: – eu faço isso direto! Mas tenho consciência de que tento me recuperar a cada queda.

Quanto aos príncipes, eles são meio sem graça não são? Tudo certinho nos conformes, chega a dar raiva! Quem é que consegue acompanhar tanta perfeição sem sentir vontade de chutar o balde de vez em quando? Sem ter uma crise de baixa auto-estima por não dar conta do modelo de boa moça certinha que tirou a sorte grande na “loteria do amor” (credo que coisa brega…rsrsr)

Abaixo a monotonia!

Abaixo a perfeição dos bons modos reluzentes!

Aliás já disse que estou mais para Ferrari vermelha do que para cavalo branco, lembram-se?
Marta

Anúncios

Um comentário em “Romance 1 x Príncipes 0

  1. Tenho minhas dúvidas quanto a romances. Nem acredito em príncipes. Não pelo menos até se tornarem sapos. Tenho desconfiança de principes e romances, confesso, me deixa meio que insegura.
    Gosto mesmo é da relação que é iniciada pela amizade, pela troca de experiências antes de nascer o interesse. Quando chega lá adiante, e que “por acaso” se confirma o interesse e a atração começa a surgir, meio que do nada, pois sem querer já sentimos falta um do outro, gostamos da voz, do perfume, queremos compartilhar momentos, e quando já rimos um do outro, fizemos críticas, sabemos os defeitos e qualidades, reconhecemos o terreno e somos capazes de manter uma relação mais próxima da verdade, ai sim, a relação fica terna, deliciosa. Sei disso de perto.
    Agora, uma vez iniciado, seja com principes, romance, amizade, encanto, tesão, o que for, precisa ser regado diariamente com olhares, palavras, sorrisos, elogios, briguinhas deliciosas que dá vontade logo de ver de novo e abraçar, dar cheiro, bilhetinhos na geladeira. O que vale é viver e saber manter. Como tudo que se tem e que se quer preservar. Como canta a nossa querida Betânia: “Como é bom tudo o que vem sem se pedir”
    beijo,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s