Rapidinhas

1. Um colega que há muito tempo eu não vejo, aliás, ex-colega porque já se aposentou, foi nos visitar hoje no trabalho. Papo vem, papo vai, ele me disse que eu estava “maior”, que ainda era muito nova e não podia deixar isso acontecer comigo. Você está certo, respondi. Desde a última vez que você me viu devo ter aumentado quase metade de mim mesma! Ele ficou sem graça, se desculpou e disse: – sabe como é, não gosto de falar nada pelas costas. Encerrei a conversa dizendo que tinha aumentado principalmente nas costas e sai, porque tinha mais o que fazer, oras bolas!

2. A única coisa boa em usar aparelho auditivo é que quando você quer um descanso do papo furado dos outros é só tirar a pilha e pronto, um maravilhoso mundo de silêncio se abre para seus pensamentos.

3. Hoje tinha um ensaio depois do trabalho, mas os meus colegas músicos me deram um bolo e ficou para amanhã, de qualquer modo o repertório já está pronto. O dia vai ser cheio, a agenda está meio complicada, será o típico dia em que precisaria estar em dois lugares ao mesmo tempo, mas essa habilidade eu ainda não aprendi, infelizmente.

4. Na volta para casa, paramos para comprar pão e seus acompanhamentos sagrados de queijo e presunto, quando me lembrei das frutas que estavam faltando. Lá na banca vi uma atimóia linda e não resisti, pensei que seria uma boa “janta”. Cheguei em casa e fui direto cortar a bichinha, estava até sentindo o doce na boca quando passei a faca e vi que ela estava completamente verde por dentro. Me deu uma raiva que eu comecei a xingar a fruta, afinal ela não passava de uma pinha metida a besta! Onde já se viu me seduzir desse jeito e depois tentar escapar com esse truque de “ainda estou verde”? Ela não perde por esperar, me aguarde…

5. Meu notebokão está querendo entregar os pontos, desde a semana passada que não está funcionando direito. Demora para ligar, não encontra as coisas que guardei lá dentro, às vezes não quer desligar, outras não reconhece a câmera, não sei não. Otávio já virou ele do avesso, formatou e reformatou e não encontrou nada. Mistério! Para mim todo computador tem uma personalidade embutida no meio dos chips, válvulas, eletrodos, ou seja lá o que é que faz com que eles funcionem. E, com uma palavra código que você digita despercebidamente, aciona assim sem mais nem menos, uma rotina que acorda essa personalidade como se fosse uma senha subliminar, e esse ente meio Matrix assume o controle da máquina deixando você maluco a olhar para aquela tela preta perguntando: Morreu foi?

Agora vou trabalhar um pouco para adiantar meu lado por que amanhã tem mais…
Beijos
Marta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s