Dulce Cidreira

Algumas pessoas entram na vida da gente sem pedir licença e ficam por ali alegrando a paisagem sempre que precisamos de um papinho gostoso… Hoje encontrei minha querida e eterna estagiária Dulce. Querida porque gosto muito dela… Eterna, porque enquanto eu pensar que ela ainda é minha estagiária, posso ter este sentimento de que sou “nova”..rsrs…

Voltando. Hoje ela é uma profissional que – gosto de pensar – ajudei a formar. Lembro-me do dia em que ela chegou para a entrevista, fomos à sala de reunião que também servia como depósito de caixas e sobras de materiais de cursos, entulhada de cadeiras com uma mesa enorme no meio. Era difícil de entrar e de sair de lá, mas como não tinha outro lugar tentamos nos acomodar do melhor jeito possível. Entrei por um lado e ela pelo outro e, enquanto eu tentava me desvencilhar das coisas que estavam pelo caminho ela deu a volta para tirar algumas cadeiras da minha frente. Me ganhou ali! Sem querer, querendo, ela demonstrou tudo o que eu precisava saber sobre como seria nosso relacionamento e o quanto eu poderia esperar que ela crescesse como profissional.

Naquele dia, pelo que me lembro, ela foi direto da faculdade para a entrevista, não teve tempo de ir em casa e se arrumar, foi como estava cheia de colares e roupas coloridas, e começou a pedir desculpas por não estar composta adequadamente, blá, blá, blá….olhei para minha gerente, rimos, e lhe dissemos que já sabíamos o que precisavamos saber sobre ela. Podia começar amanhã!

Acho que ela não entendeu nada na hora, mas com o tempo percebeu que o que me importava era sua disponibilidade, presteza, motivação e iniciativa, tudo o que aquele pequeno gesto havia me demonstrado. A motivação é interna, pessoal e intransferível e não são alguns colares coloridos que atrapalham o caminho de um bom profissional. Deu certo! Sinto saudades daquela “menina”. Bem que gostaria de tê-la trabalhando comigo novamente…Quem sabe algum dia….

Passamos o dia juntas num evento de trabalho, falamos da vida, de filhos, brincamos, comemos docinhos. Ela é leão, eu sou escorpião, eu estou ficando velha, ela está amadurecendo… Qualquer dia a gente se encontra de novo para matar as saudades.

Beijo minha querida,
Marta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s