Por quês sem fim…

Por que apenas a solidão,
Só a tristeza em melancolia
Me impelem a pensar
Sobre sentimentos e desejos?

Por que não a alegria,
Que me invade de repente,
Não me deixa marcas profundas
Para que possa usar como lastro
Na entre-safra da vida?

Por que a saudade de mim
Me acompanha quieta,
Calada num canto,
Pronta a me socorrer
Quando menos espero
Precisar de assistência?

Por que a felicidade
É tão fugaz
Difícil de ser reconhecida
Escorregadia entre os dedos
Por mais que encha nossos corações?

Por que queremos o que não temos
Sem reconhecer o valor
Do que nos é próximo
Legítimo na conquista?

Por que o outro é mais belo
Mais querido, sempre melhor
Justamente por ser
Inacessível e proibido
Ao toque e a paixão?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s