Nem tanto nem tão pouco

Não quero nada de provisório em minha vida,
Fica sempre a sensação de coisa mal feita, inacabada.
Também não quero nada definitivo em minha vida,
Nada que me impeça de sonhar e mudar meu futuro.

Nem provisório, nem definitivo!

Um porque se torna o outro,
Adiando as decisões indefinidamente.
O outro porque acaba com as chances do novo,
Da conquista da vida nova que acontece todos os dias.

Quero o temporário!

Para que possa viver tudo ao seu tempo
Sem a rigidez finita ou o laisez faire
Que tira o poder de agir sobre o próprio tempo
No espaço que ocupamos dentro de nossas próprias vidas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s