Janela no tempo

Afastei-me de mim.
Por ter chegado tão perto
Amedrontei-me com o que vi.
A solidão, a melancolia,
O desespero do grito mudo
Fez-me voltar.

De novo, agora de fora,
Olhando de longe,
Com medo de me aproximar novamente
Tentar outra vez
Entrar em mim
Aguardando, esperando uma janela no tempo.
O melhor momento para surpreender-me.

Reviver tudo com mais tranqüilidade
Para que doa menos
Envolver-me com mais cuidado
Para que possa avançar um pouco mais
Dentro de mim
E me conhecer com mais segurança
Sem me machucar tanto

Voltar para mim
Reconstruindo minhas partes
Espalhadas pelo mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s