Espiral ascendente

Voltas e voltas no mesmo lugar
Para sempre ficar por aqui
Não importando quem chegue
Ou quem vá
Rodopiando em torno de mim
Em movimentos concisos e ensaiados
Ou então loucos e desvairados

Num balé que me encanta e alucina
Ao perceber que a cada onda
Subo na espiral
E enxergo um pouco mais de minha vida
Presa no eixo que me guia
Apesar das rotações e translações
Sobre mim mesma

Dos ventos e furacões
Que me trazem os visitantes
Sigo meu destino, errante
No caminho que tracei no escuro
Procurando por archotes que iluminem
As descobertas que farei
Sobre mim mesma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s