Escrevendo caminhos

O papel em branco
É sempre uma tentação
Um desafio a escrever
Para falar de coisas que sinto,
De pessoas que amo,
Do futuro que desejo.
Mais do que em um caderno
Preciso escrever na minha vida
Para que não passe despercebida
E deixe uma marca no mundo.
Será esse meu caminho,
Traçado em linhas
Que se cruzam a todo instante
Riscadas em papel de pão?
Ou outro qualquer
Feito em dobraduras no papel de seda,
Fino e sensível.
Embelezando sem saber
A vida de outro alguém?
Quero aprender a fazer
Os laços que me unem,
Nos instantes inusitados,
Àqueles que atravessam esses caminhos
E seguem comigo,
Na aventura de viver
O livro que escreverei para mim.

Anúncios

Um comentário em “Escrevendo caminhos

  1. o papel em branco sempre foi para mim o simbolo do novo, da criação, do ponto de partida, deixando para tras toda limitação e preconceito (no sentido de conceitos fortemente sedimentados)
    tenho usado sempre para definir rumos e entender o presente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s