Olhos e bocas

Ontem na minha aula de desenho aprendi a desenhar olhos e bocas, o nariz deu um pouquinho mais de trabalho, mas eu chego lá. O mais importante é que como meu professor profetizou (eu já disse isso aqui) a disponibilidade e compromisso de estar atento para desenhar está me transformando por dentro. É incrível perceber o quanto eu não via antes e o quanto ainda preciso aprender a enxergar.

Pegue lápis e papel e tente desenhar o rosto de uma pessoa. Desafie-se! Eu não sabia por onde começar. O resultado foi um desenho infantil, como ele diz, o que mostrou o estágio em que eu havia parado em meu desenvolvimento . Isso é resultado da ruptura que sofremos durante a infância, quando somos arrancados de nosso mundo imaginário que nos permite sonhar e brincar com as possibilidades, com a percepção da vida que nos cerca, com a critividade que fica embotada atrapalhando no meio do caminho.

Depois de demonstrada a técnica, depois que nos cercamos da segurança da metodologia, tudo ficou fácil eu eu pensei: porque não pensei nisso antes? Simplesmente porque meus olhos estavam desconectados da minha intuição e sensibilidade.

Depois da aula sai olhando para os olhos e bocas de todo mundo querendo desenhá-las…me aguardem…

Pior é que tem umas bocas que parecem ser tão gostosas…
Isso vai dar confusão… rsrs
Marta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s