A felicidade

A felicidade deve ser o lugar
onde nossa alma habita,
às vezes ela resolve dar um passeio,
passa por aqui e nos visita o corpo.

Nossa vida deve ser o instante entre um momento e outro de felicidade.
Tudo aqui é tão rápido, tão fugaz!

Estamos presos nesse espaço-tempo lembrando em sonho ou de relance o que só sentimos quando estamos realmente em casa, despojados dessa nossa vivência tão confusa, sofrida e cheia de dúvidas e desejos, podendo viver sem cobranças, apenas sentindo e sonhando.

Dentro dessa idealização fico tentando, com meu perfeccionismo, encontrar o melhor caminho ou pelo menos um que doa menos para poder crescer e amadurecer finalmente, esqueço-me quase sempre que minha condição humana não permite isso. Penso que tenha deixado passar um desses momentos em que a felicidade bateu à minha porta, o medo às vezes não me deixa atendê-la; por outro lado ele sinaliza com um sentido de preservação que muitas vezes fala alto e faz tremer minha carne. Julguem-me e queiram-me pelo total de minhas ações e sentimentos e não pelos acessos de meninice que muitas vezes tomam conta de mim.

Existe alguma coisa em conversar vocês que me faz muito bem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s