Vivendo de sonhos

A vida corre
E seguimos de roldão
Mergulhado em seus dias
Absortos na tarefa
De sobreviver.

O tempo passa
E não o percebemos
Escorrer pelos dedos
Até que seja tarde demais
Para voltar atrás e refazer tudo.

O amor acontece
E deixa um sabor amargo
Da saudade que fica no coração
Lembrando-nos a todo instante
Como foi bom viver na ilusão.

A infância acaba
E com ela a inocência
De crer no outro
De saber-se poderoso, dono de si,
Na alegria de viver apenas de sonhos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s