Minha alma

Parece que minha alma está respirando de novo. Danadinha essa alma, coisas de escorpião! Eu preciso ir até o fundo da dor, bem no escuro, para encontrar o caminho de volta. Quero ver o dia que não encontrar mais as placas de sinalização pelo caminho, como na estória de João e Maria; lembra que os pássaros comeram as migalhas de pão? E aí como vai ser? Vou ter que encontrar ou fazer outro caminho, para outro lugar, possibilidades… Se abrirmos os olhos elas sempre estarão por perto.

Aos poucos a música está voltando a minha garganta. A primeira que chegou hoje foi essa. Com vocês… Frejat….

Segredos
Eu procuro um amor
Que ainda não encontrei
Diferente de todos que amei
Nos seus olhos quero descobrir
Uma razão para viver
E as feridas dessa vida
Eu quero esquecer
Pode ser que eu a encontre
Numa fila de cinema
Numa esquina ou numa mesa de bar

Procuro um amor
Que seja bom pra mim
Vou procurar
Eu vou até o fim
E eu vou tratá-la bem
Pra que ela não tenha medo
Quando começar a conhecer
Os meus segredos
Hum hum hum

Eu procuro um amor
Uma razão para viver
E as feridas dessa vida
Eu quero esquecer
Pode ser que eu gagueje
Sem saber o que falar
Mas eu disfarço
E não saio sem ela de lá

Procuro um amor
Que seja bom pra mim
Vou procurar
Eu vou até o fim
E eu vou tratá-la bem
Pra que ela não tenha medo
Quando começar a conhecer
Os meus segredos

E aí?
Marta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s