Alteridade

Alteridade é conseguir se colocar no lugar do outro e ver desse ponto de vista uma nova realidade. Esse foi o sentimento que tive ontem, quando fomos atacados emocionalmente com a queda de mais uma aeronave. Até quando vamos nos submeter a incompetência e irresponsabilidade das “autoridades” desse país? Estamos no ponto de escolher entre sermos humilhados nos saguões dos aeroportos e filas sem fim, em tudo quanto é repartição pública e ainda dar graças a Deus por não sermos nós, nem ninguém de nossa família, a estar num avião que cai ou no caminho de uma bala perdida. Naquele momento senti como se fosse eu a mãe, irmã, filha ou esposa de um dos passageiros, do mesmo modo que senti a morte de meu vizinho na queda do avião da Gol em setembro/06. Não saber o que dói mais, a perda irreparável de uma vida querida ou a revolta em saber que poderia ter sido evitada, se as condições estruturais estivessem de acordo com as normas de segurança. Nesse momento o único alívio é a oração. Nos apeguemos a quem nos socorre espiritualmente. De resto, é saber que somos cúmplices em nossa cidadania inerte que a tudo vê e nada faz, mesmo que nosso fim seja numa bola de fogo.
Amém.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s