Odisséia com fio de seda

Hoje ouvi uma interpretação da Odisséia de Ulisses que me fez pensar um bocado. Enquanto Ulisses saia, Penélope bordava. Para despistar os pretendentes ao reino, toda noite ela desmanchava a trama bordada durante o dia. Desse modo conseguiu esperar a volta de Ulisses e manter seus pretendentes longe. Na roda de conversa em que eu estava, concluimos que nossa vida segue o mesmo caminho do bordado de Penélope; a gente borda, depois desmancha, borda de novo, até que um dia possamos terminar o trabalho. Ficou a dúvida: Nós somos Penélopes, bordados ou linha?
Bye.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s